quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Comitê de Ética da Fifa suspende dirigente da África do Sul por seis anos

O Comitê de Ética da Fifa divulgou um comunicado nesta quarta-feira em que proíbe Lindile Kika, ex-oficial da Federação de futebol da África do Sul, de qualquer atividade relacionadas ao futebol em nível nacional e internacional durante seis anos. O processo no órgão contra o dirigente foi aberto em novembro de 2014 por suspeitas em relação a amistosos disputados no país africano em 2010. 

A entidade não deu maiores detalhes sobre as razões para tal punição, mas colocou que a suspensão tem efeito imediato. De acordo com o site Eurosport, um dos amistosos sob suspeita seria entre África do Sul e Guatemala, em maio de 2010, que terminou em 5 a 0 para os donos da casa com três pênaltis marcados.  

Fonte:Globo Esporte

0 comentários:

Postar um comentário