quinta-feira, 1 de outubro de 2015

CBF encerra jogos às 11 horas para evitar altas temperaturas e críticas

Foi polêmico enquanto durou: em reunião realizada em sua sede, nesta quarta-feira, a CBF decidiu acabar com as partidas realizadas às 11 horas, no período da manhã. O encontro no Rio de Janeiro colocou dirigentes do futebol brasileiro e médicos frente a frente no debate do tema.

Apesar da decisão, ficam mantidos os confrontos que já estavam agendados. Desta maneira, Flamengo e Joinville ainda se enfrentam às 11 horas, no Maracanã, neste domingo, assim como Avaí e Vasco, que jogam no mesmo horário na Ressacada. Duas rodadas depois, no dia 18 de outubro, o São Paulo recebe o Vasco no Morumbi, e a Ponte Preta encara o Coritiba no Moisés Lucarelli, em duelos pela manhã.

Corinthians e Santos foi o único clássico disputado às 11 horas (Gustavo Magnusson/ Foto Arena)
De acordo com o Diretor de Competições, Manoel Flores, a CBF já deu início a um novo estudo para propor outro horário alternativo, que pode ser colocado em prática ainda na edição 2015 do Campeonato Brasileiro. O dirigente, porém, praticamente descarta outra opção pelas manhãs.

O fim do inverno e a chegada das altas temperaturas ao território brasileiro parecem ter sido determinantes para a decisão da entidade. O Santos, por exemplo, chegou a atuar às 11 horas em três finais de semana consecutivos só no mês de setembro: derrotas por 3 a 1 para a Ponte Preta, no dia 13, e por 2 a 0 para o Corinthians, no dia 20, e vitória por 3 a 1 sobre o Internacional, no dia 27.

Dentre as 20 equipes da Série A, a Ponte Preta foi a equipe mais prejudicada, sendo obrigada a disputar seis jogos pela manhã – sem contar o jogo com o Coritiba, que ainda ocorrerá no dia 18 de outubro. Por outro lado, Atlético-MG e Fluminense só entraram em campo antes do almoço uma única vez cada.

Fonte:Fox Sports

0 comentários:

Postar um comentário