segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Candidato na última eleição, príncipe jordaniano não apoia Platini na Fifa

Candidato à presidência da Fifa na última eleiçao, o príncipe jordaniano Ali bin Hussein afirmou que não irá apoiar Michel Platini no próximo pleito da entidade. Apesar de não confirmar se irá novamente concorrer ao cargo, o dirigente afirmou que o atual mandatário da Uefa, que já anunciou sua candidatura, não é a pessoa certa para a função. 

- Eu tenho respeito por ele, trabalhei com ele, tivemos acordos e discordâncias. Não é nada pessoal, mas não acho que ele seja a pessoa certa para fazer as atuais reformas. Precisamos de novos líderes, e ele é parte do sistema. Não acho que seu plano é suficiente para o que a gente precisa – disse Ali à agência AFP. 

Para o jordaniano, qualquer pessoa envolvida com o comando do futebol nos últimos anos deve ser descartada no pleito. Ele defende uma reformulação total na Fifa. 

- Eu acho que as pessoas do passado não deveriam ficar. Nós precisamos de sangue novo, novas ideias. Precisamos lançar um processo de reformas imediatamente. 

Sobre sua participação na próxima eleição, marcada para 26 de fevereiro de 2016, Ali afirmou que ainda está avaliando se irá concorrer. 

- No momento estou falando com colegas, ouvindo as opiniões deles e vendo aonde eles querem ir. A questão nunca é sobre quem vai ser o presidente, mas ter a pessoa certa para fazer o trabalho – completou. 

Fonte:Globo Esporte

0 comentários:

Postar um comentário