sábado, 18 de abril de 2015

Técnico do Porto ganha força para substituir Carlo Ancelotti no Real

Carlo Ancelotti iniciou a temporada com moral no Real Madrid, após a conquista do título da sonhada décima Liga dos Campeões, mas chegará ao fim dela sem ser unanimidade. O desempenho pouco regular após contratações milionárias, como Toni Kroos e James Rodríguez, não estaria animando a diretoria merengue, que já pensaria em substituí-lo no meio do ano e até teria uma lista de opções. Entre elas, quem estaria ganhando força seria Julen Lopetegui, comandante do Porto, de acordo com o jornal "As".

O espanhol estaria impressionando os diretores do Real com o trabalho iniciado à frente do time português na atual temporada - e teria chamado a atenção de vez após a vitória de sua equipe sobre o poderoso Bayern de Munique na última quarta-feira, por 3 a 1, na Champions. Na partida, os lusos conseguiram grande atuação diante dos bávaros, com marcação forte, forçando erros da zaga adversária.

Lopetegui teria uma série de características favoráveis para que um dos maiores clubes do mundo apostasse em seu nome. Além de ser jovem (tem 48 anos), é espanhol e tem relação forte com o Real Madrid, onde foi formado nas categorias de base e atuou por uma temporada no time principal - embora tenha defendido o Barcelona anos depois. Julen também trabalhou por uma temporada como técnico do Real Madrid B, em 2008/09, desenvolvendo, em seguida, um bom trabalho nas categorias de base da seleção espanhola, com títulos europeus sub-19 e sub-21, antes de ganhar chance no Porto.
Além de Lopetegui, Florentino Pérez teria como opções para o comando técnico nomes consagrados e outras apostas. 

O "As" afirma que estão na lista Joachim Löw, campeão mundial com a Alemanha; Jürgen Klopp, que já anunciou que deixará o Borussia Dortmund no meio do ano; Rafa Benítez, que segue no comando do Napoli; Míchel, ex-jogador do clube que atualmente comanda o Olympiakos; e Zidane, ex-auxiliar de Ancelotti e atual comandante do Real Madrid B.

Entretanto, a saída de Ancelotti ao fim da temporada não está certa. O treinador italiano tem contrato até julho de 2016, e o clube teria que arcar com uma rescisão contratual para tirá-lo do cargo. A imprensa espanhola afirma que o desempenho do time na reta final da temporada definirá a permanência ou não do técnico. Seu adeus estaria certo em caso de eliminação para o Atlético de Madrid, nas quartas de final da Liga dos Campeões, na próxima quarta-feira, no Santiago Bernabéu. O Real precisa vencer para avançar, já que o 0 a 0 leva a decisão para a prorrogação e qualquer outro empate dá a vaga ao rival. 

Fonte:Globo Esporte

0 comentários:

Postar um comentário