terça-feira, 24 de março de 2015

Resenha: Workshow Marty Friedman - Porto Alegre|RS 22/03/2015


Depois de quase 2 anos voltamos a finalmente a resenhar shows para vocês. Dessa vez que tem a honra dessa resenha é Susana Weiss e fotos por Marcos Ribeiro.






Fiquem abaixo com a resenha:

No ultimo domingo tivemos a oportunidade de prestigiar o work show de Marty Friedman, ex-guitarrista do Megadeth. Essa foi uma experiência única, não apenas de ouvir suas mãos dedilharem de forma incrível, como de poder fazer perguntas sobre sua carreira, vida no Japão e outros detalhes.
Também foi uma oportunidade de conferir “Inferno” o novo trabalho e conferir projetos futuros.



Claro que rolaram muitas perguntas sobre o Megadeth, sobre desentendimentos e boatos. Friedman foi categórico em afirmar que todos eram amigos, que não planejava voltar para o Megadeth, que seus trabalhos solo e com sua banda instrumental. Deu a boa noticia de que tem o Brasil como destino para shows instrumentais com sua banda.


Ele gosta de trabalhar com vários estilos ao mesmo tempo, sente que quando não se reconhece nas canções é porque está evoluindo, entre outros detalhes de música de timbres. Falou sobre Jason Becker e que sua amizade ainda perdurava.

“Se você só ficar olhando o passado, sua carreira está morta” 

Quando apresentou faixa Inferno foi a sensação da noite.  Assim como “Tornado of Souls” outra faixa impressionante. Esbanjou bom humor até mesmo com perguntas inconvenientes. Um WorkShow que vale a pena conferir nas demais cidades onde ele vai estar, confiram as datas:

27.MAR (SEX) – Ponta Grossa (PR)
28.MAR (SÁB) – Curitiba (PR)



0 comentários:

Postar um comentário