Bem-vindo ao Futebol, Mulher e Rock n' Roll

Seja muito bem-vindo ao site, o seu site sobre as melhores paixões nacionais. Aqui você fica informado de tudo, além de termos conteudos exclusivos.

Entrevista

Nossa primeira entrevistada de 2015 é a bela Miss Bumbum Simpatia 2014, Vívian Cristinelle.

Futebol

Aqui você fica sabendo de tudo sobre o futebol, nacional, internacional.

Mulher

O que nós homens seriamos sem as nossas mulheres.Bem eu não quero nem imaginar. Aqui nós a tratamos com todo cuidado que elas merecem.

Rock

Nós aqui tratamos sobre o Rock e todos os seu generos. Eu disse Rock e seus generos se você é fã de bandas coloridas caia fora agora!

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Depois de jogadores, xeques árabes querem comprar um time brasileiro

Atual campeão da Copa Verde, o Brasília deve ser vendido nas próximas semanas para um empresário dos Emirados Árabes ligado a alguns xeques do país. O clube já assinou um pré contrato e tenta finalizar os últimos detalhes para assinar as documentações. Luis Carlos Alcoforado, presidente da equipe, confirmou que a negociação está em andamento.

Brasília foi campeão da Copa Verde em 2014
Segundo o cartola, a operação concretizada pode mudar o time de patamar, criando um sonho até mesmo para chegar à elite do futebol brasileiro. 

"Temos um pré contrato. É com um empresário. Ainda não posso dar muitos detalhes porque não está fechado. Não sei a quem eles são ligados, mas me parece que é a alguns xeques, mesmo. Ainda não sabemos qual será o formato, é sobre isso também que estamos falando", afirmou o dirigente, em contato com o ESPN.com.br.

"Se isso acontecer mesmo, se for concretizado, o Brasília vai para um outro patamar no futebol brasileiro. Muda completamente. Terá muito mais recursos, não se compara. É, sim, para sonhar até com Série A. Não no primeiro ano, claro. Mas eu diria que em três anos daria pra fazer isso", completou. 

Alcoforado ainda fez críticas à CBF, por conta do imbróglio com o Paysandu na Copa Verde. O time do Pará entrou no STJD denunciando supostas irregularidades, chegou a ficar com o título do campeonato por um período, mas perdeu no julgamento final. 

"Foi um absurdo o que fizeram conosco. Temos uma Sul-Americana para disputar e não pudemos nos preparar de forma séria. Como que eu ganho um campeonato em abril e só sei do resultado final em dezembro? É lamentável isso", concluiu.

Fonte:ESPN Brasil

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Bale nega ser fominha: "Se tivesse marcado, não teriam dito nada"

Gareth Bale foi chamado de fominha recentemente depois de desperdiçar bons ataques do Real Madrid contra o Valencia, quando podia passar para Benzema, e o Espanyol, quando podia tocar para Cristiano Ronaldo. Mas o galês pensa de maneira diferente. Em entrevista à rádio espanhola Cadena Ser, o meia-atacante afirmou que não viu CR7 na partida contra o Espanyol, destacou que este tipo de lance é comum no futebol e afirmou que não teria sido criticado se o gol tivesse saído.

Cristiano Ronaldo reclama depois de não receber passe de Bale (Foto: Agência Reuters)

- As pessoas terão suas opiniões, esse é seu trabalho. Eu, no campo de jogo, dou assistências e faço gols. Jogo da minha maneira e é o que gosto, diga a imprensa o que queira. Se eu tivesse marcado, não teriam dito nada. Não vi o Cristiano, me pareceu um passe difícil. São coisas que acontecem no futebol. Estas coisas aconteceram muitas vezes em um campo de futebol, com muitos times – disse Bale.

O galês afirmou que não chegou a conversar com Cristiano Ronaldo sobre a jogada depois da partida.

- Não, não falamos do assunto depois. O que acontece no terreno de jogo, fica ali. Ninguém leva ao terreno pessoal depois.
O técnico Carlo Ancelotti chegou a defender Gareth Bale, tentando acabar com a polêmica dentro do time. Agradecido pelo apoio, o camisa 11 disse que estava apenas tentando fazer o gol.

- O agradeço. Quando você está perto do gol, você quer marcar, mas às vezes as coisas não saem como você quer – explicou.

Fonte:Globo Esporte

70 anos de Auschwitz: música do novo álbum do Uganga retrata o drama do holocausto

Nesta terça-feira, 27 de Janeiro, completou-se 70 anos desde a libertação do complexo de campos de concentração e extermínio de Auschwitz-Birkenau por tropas soviéticas em 1945. A data é designada pela Assembléia Geral das Nações Unidas como o Dia Internacional da Lembrança do Holocausto.

Construído em 1940 nos arredores da cidade de Oswiecim, na Polônia, o campo de concentração de Auschwitz foi uma das maiores concentrações de extermínio da 2ª Guerra Mundial: chegou a ocupar uma área de 40 km² e era composto por 40 campos de extermínio. 

Segundo a fundação Auschwitz Birkenau State Museum que administra as ruínas dos prédios atualmente, antes da invasão dos soviéticos, oficiais nazistas tentaram destruir as evidências que mostravam os horrores do local. Em apenas cinco anos, estima-se que 1,3 milhão de pessoas de diferentes etnias foram mortas lá, sendo 90% deles judeus. Aqueles que não eram executados nas câmaras de gás morriam de fome, doenças infecciosas, trabalhos forçados, execuções individuais ou experiências médicas.

Durante sua primeira turnê européia em 2010, os músicos da banda brasileira de thrashcore Uganga tiveram a oportunidade de visitar o que sobrou dos campos de concentração em Auschwitz  (vídeo da visita: http://youtu.be/qMEkf68iP1M). Hoje chamado de Auschwitz Birkenau State Museum, o complexo mantém viva a memória dos horrores da 2ª Guerra através de fotos, registros, cápsulas das bombas de gás, pertences de prisioneiros mortos e até cabelos das pessoas que eram cortados para servirem de matéria prima para confecção de cordas pelos nazistas.

"Em 2010 o Uganga fez sua primeira tour européia e quando eu soube que tocaríamos na Polônia imediatamente pensei em visitar Auschwitz pois sou muito interessado na história da segunda guerra mundial", conta o vocalista do Uganga, Manu Joker. "A sensação de estar num local onde, no auge das execuções, 20 mil pessoas eram assassinadas por dia, é algo inesquecível pra mim e com certeza pros caras da banda. Como entender a real motivação daquilo tudo? O holocausto é um episódio vergonhoso que nunca deve ser esquecido e Auschwitz foi o capítulo mais negro com certeza". 

Em 2010 o Uganga promovia na Europa seu terceiro álbum de estúdio, "Vol. 3: Caos Carma Conceito". A turnê somou 18 shows por sete países diferentes: Alemanha, Bélgica, Suíça, República Tcheca, Portugal, Espanha e Polônia. Por mais que os shows tenham sido inesquecíveis para os músicos, a visita aos campos de concentração em Auschwitz, durante um dia de folga, foi o momento mais significativo da viagem.  

Tanto foi que em seu novo disco de estúdio, intitulado "Opressor", a banda resolveu narrar os fatos da experiência dessa visita.

"A motivação em escrever a letra de "O Campo" veio tanto da minha visão histórica quanto da nossa percepção enquanto visitantes naquele lugar", acrescentou Manu Joker.

A música "O Campo" do Uganga está disponível para audição no canal oficial da banda no Soundcloud: https://soundcloud.com/uganga/uganga-o-campo
Trecho da letra diz: "Algo pra nunca se esquecer... Na mente preservar...".

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Tom Delonge nega que esteja deixando Blink-182

O guitarrista e vocalista Tom DeLonge deixou o Blink-182. A saída foi comunicada por seus ex-colegas, Mark Hoppus e Travis Barker, por meio de comunicado. DeLonge será substituído por Matt Skiba, do Alkaline Trio.

"Nós estávamos prontos para tocar em um festval e gravar um novo álbum, mas Tom ficava adiando sem motivo. Uma semana antes de nós irmos para o estúdio, recebemos um e-mail de seu agente, explicando que ele não queria participar de projetos do Blink 182 por tempo indeterminado, e preferia trabalhar em seus outros empreendimentos não-musicais. Não temos ressentimentos, mas o show tem que continuar para os nossos fãs", diz o comunicado.

Já DeLonge nega a saída. "Eu nunca saí da banda. Na verdade, eu estava no telefone discutindo um possível evento do Blink-182 em Nova York quando eu vi a 'notícia'. A única verdade aqui é que eu tenho compromissos que limitam minha disponibilidade neste ano. Eu amo o Blink-182 e não estou saindo", disse à EW.

O último disco do Blink-182 foi Neighborhoods, de 2011. O próximo álbum será o sétimo da banda.

Fonte:Uol

Casillas não esconde vontade de jogar nos EUA: "Gostaria de tentar a MLS"

Além de recrutar várias personalidades ao redor do mundo, o futebol dos Estados Unidos ganha cada vez mais admiradores. A bola da vez é Iker Casillas. O goleiro do Real Madrid confessou, em entrevista ao “Wall Street Journal”, a vontade de atuar na Major League Soccer – competição de maior importância do país.

Capitão do Real Madrid demonstrou interesse de jogar a MLS
 ao fim do contrato com os merengues (Foto: Getty Images)


- Seria incapaz de deixar o Real Madrid e fechar com um clube concorrente. Talvez seja melhor optar por uma aventura nova e diferente, como o futebol dos EUA. Não escondo, gostaria de tentar a MLS. Seria agradável respirar novos ares no futebol e acordar todos os dias e lembrar o tempo que vivi no Real Madrid.

O primeiro jogador de destaque a atuar pela MLS foi David Beckham, no Los Angeles Galaxy, seguido por Thierry Henry. Em 2015, outros nomes importantes do cenário mundial estarão nos EUA, como Kaká, David Villa, Frank Lampard e Raúl, juntamente com Giovinco, contratado pelo Toronto.

Casillas chegou ao Real Madrid com dez anos nas categorias de base e fez a estreia no time profissional com 16 anos, diante do Athletic Bilbao, no San Mamés. Com contrato até julho de 2017, o capitão dos merengues mira uma competição que o Real está acostumado a levar: a Liga dos Campeões.

- Ganhar a “Décima” nos tirou um peso das costas que levávamos por mais de 12 anos. A equipe tem ido bem e quer mais, mas temos que ser cautelosos, porque não é fácil.

Fonte:Globo Esporte